O que você acha que um consumidor faria se recebesse um pacote não solicitado à sua porta? Provavelmente ele ou ela verifique o endereço, avise a empresa de entrega ou devolva para o endereço de retorno. Mas e se não houver endereço de retorno? E se a empresa de entrega disser que não há nada de errado e você também não foi cobrado? 

Acontece que pode ser parte de um plano elaborado para induzir as pessoas a deixar avaliações de produtos falsas online.

Como funciona o Brushing?

Um fornecedor paga às pessoas - brushers, para criar avaliações positivas falsas de produtos no e-commerce. No entanto, uma pessoa pode simplesmente escrever uma resenha sobre um produto que não comprou, então os brushers criam contas falsas para fazer pedidos marcados como presentes e, em seguida, enviar itens leves e baratos para uma pessoa aleatória.

 Isso cria um número de rastreamento que permite ao brusher escrever uma resenha do produto, independentemente das mercadorias reais sendo entregues.  Esses presentes geralmente não têm endereço de retorno, portanto, os destinatários não têm outra opção a não ser continuar a receber itens gratuitos aleatórios na sua porta.

Parece bastante inofensivo e bastante afortunado para o destinatário dos itens aleatórios, mas é um golpe que viola os termos de marketplaces de companhias tipo a Amazon e outras da América Latina. 

Quem sai afetado?

As pessoas afetadas por esse golpe são os compradores que são enganados pela ladainha de críticas positivas de um produto, bem como vendedores que são injustamente superados por outros vendedores que participam do brushing

Pense nisso: qual a probabilidade de você comprar um produto com 100 avaliações positivas? E se 80 dessas análises fossem falsas? E se todos eles forem falsos?

Tanto a criação de avaliações falsas quanto o envio de itens gratuitos não solicitados para reforçar a reputação de um fornecedor são violações dos termos e condições de qualquer marketplace. No entanto, rastrear essas avaliações falsas é especialmente difícil porque elas são criadas por humanos e o sistema que essas empresas têm em vigor para conter as avaliações falsas tem como objetivo principal o texto gerado por bot. Além disso, embora o envio de itens não solicitados seja proibido, é mais difícil rastrear compras falsas criadas como presentes.

Embora não haja uma resposta definitiva para esse tipo de fraude, você, como empreendedor, deve estar atento a possíveis avaliações falsas, reportes de pacotes não solicitados, e cadastros suspeitos. 

No final, não tem pior coisa que os usuários da plataforma achem que seu site tem avaliações falsas dos produtos, né? 

Leia também: Guia completo sobre como funciona a operação de identidade digital

O que fazer?

Procure soluções antifraude data driven, baseadas em mecanismos de regras capazes de executar uma ou mais regras de negócios em um ambiente de produção seguindo um algoritmo.

Um exemplo seria a análise dos IP ou detecção de VPN, e sua relação com o número de contas criadas em X tempo. 





Neste artigo irá encontrar:

Subscreva nosso blog

Todas as informações e conteúdos que o seu negócio precisa, em apenas três minutos de leitura.

click here!